Logomarca Universidade Federal do Ceará Departamento de Ciências Sociais Programa de Pós-Graduação em Sociologia

Apresentação

A Revista de Ciências Sociais da Universidade Federal do Ceará (UFC) foi criada em 1970, com periodicidade semestral, traduzindo o desenvolvimento da pesquisa e das atividades docentes do então Departamento de Ciências Sociais e Filosofia. A Revista tem como objetivo divulgar os resultados de pesquisas empíricas e teóricas em antropologia, sociologia e ciência política.

Diferentes momentos nortearam a dinâmica da Revista, interferindo no seu perfil. Na primeira fase, que vai de 1970 a 1975, a revista expressou, principalmente, a produção de pesquisadores locais, incluindo também trabalhos de professores que mantinham interlocução com o Departamento de Ciências Sociais e Filosofia. Um outro momento tem início, em 1976, com a criação do curso de Mestrado em Sociologia do Desenvolvimento, na UFC, ampliando-se, assim, o espaço de interlocução da Revista. Nesse longo período, ela consegue consolidar-se e firmar um espaço de reflexão, como importante veículo de difusão dos trabalhos de profissionais de ciências sociais, provenientes de várias universidades brasileiras. A partir de 1990, os novos desafios acadêmicos repercutem na ampliação das tarefas editoriais, dando origem a um Comitê Editorial, formado por três professores, que passaram a dirigir o periódico, e um Corpo Editorial, constituído por Cientistas Sociais de instituições nacionais e estrangeiras. Decorridas mais de duas décadas de funcionamento e com a criação do curso de Doutorado em Sociologia, em 1994, as preocupações têm-se voltado, desde então, para a articulação da Revista com a pós-graduação, no país, e sua inserção no cenário acadêmico nacional e internacional.

Se, inicialmente, a Revista refletia um padrão temático mais voltado para a chamada questão regional, ao longo do tempo, a diversidade proveniente de colaborações interinstitucionais imprimiu uma marca decisiva. Assim, o ecletismo da fase inicial foi, aos poucos, sendo substituído por edições temáticas, definidas em torno de um dossiê, evidenciando um esforço, nem sempre fácil de ser concretizado, de abertura dos canais de comunicação entre diferentes campos do conhecimento e busca da interdisciplinaridade. Essa perspectiva vem permitindo à Revista um padrão de flexibilidade sintonizado com a renovação e adaptação aos novos caminhos da produção em Ciências Sociais.

Talvez tenha sido justamente pela abertura e disposição em receber as mais diversas contribuições, sem fechamentos em torno de instituições, escolas ou tendências, que a Revista conseguiu sobreviver, sem interrupções, por mais de três décadas, procurando se renovar e se atualizar, permanentemente.

Atualmente, a Revista conta com um corpo editorial de projeção nacional e internacional, recebe colaboração de pesquisadores de várias instituições importantes no campo das ciências sociais e mantém uma distribuição nas principais bibliotecas da Europa, América Latina e Estados Unidos.

ISSN 0041-8862
(impresso)

ISSN 2318-4620
(online)

 

Edição atual

v44n2
v. 44, n. 2, 2013
Dossiê:
Antropologia e literatura

 

Edições anteriores

v44n1
v. 44, n. 1, 2013
Dossiê:
Políticas de gênero e sexualidade

v43n2
v. 43, n. 2, 2012
Dossiê:
Etnicidade, classificações sociais e lutas políticas

 

Indexação

Latindex
CAPES/WebQualis

 

Copyright © 2012-13 Revista de Ciências Sociais. Todos os direitos reservados.